terça-feira, 29 de março de 2011

Eu e Alguns Filas

Escrito por Tadeu


1. Não posso escrever sobre o fila em geral, mas posso escrever sobre os filas que eu tive, e outros que eu conheci.
       O item que mais me chamou a atenção nos filas que eu conheci e outros que tive, foi a extremíssima diversidade de temperamento na mesma ninhada, na mesma família e na mesma linhagem. Cães de muita coragem e valentia com nervos de aço e extremamente agressivos com estranhos, territorialistas "in extremis", tendo como irmãos cães absolutamente covardes, daqueles que se escondem no canil , tremem e chegam a se mijar de medo quando um estranho se aproxima.

        Este é um fato. 
          Explicações?
         Vou chutar três.


A) Alguns valentes são na realidade "mordedores de medo" e seus irmãos covardes provam isso.
B) Falta seleção e temos um longo caminho a percorrer.
C) A natureza produz cães valentes e covard es no mesmo bando. Os valentes ficam reproduzindo e dormindo no interior do bando. Os covardes, medrosos e assustados tem sono leve e dão alarme ao menor sinal de perigo. Os valentes acordam e vão lutar. Os gens da covardia não desaparecem , pois apesar dos machos covardes não comerem ninguém, as fêmeas covardes dão para todo mundo.

Os de "nervos fortes" são os melhores guardiões existentes na atualidade. Tomam conta do terreno e atacam estranhos pra valer.

Não é fácil analisar ou prever este fato ao comprar um filhote de 60 dias.
O criador , também um melhorador, deveria oferecer sólidas garantias.

Alguns criadores afirmam que em mais de 20, 30, ou 40 anos de criação, nunca, nunquinha da silva, tiveram um cão de temperamento fraco em seus (deles) canis e em suas andanças pelo mundo nunca viram acontecer nada semelhante. Pode ser; mas não tenho como comprovar isso.



2. Outros problemas são :

A) Displasias
B) Defeitos de aprumos
C) Suspeitas de mestiçagem


3. Alguns criadores tentam ter e reproduzir um cão que seja extremamente agressivo com estranhos- quase um cão sumário- e que seja dócil com as pessoas da casa, incluindo crianças, mulheres e idosos.

        Não é de todo impossível, mas muito difícil. Existem cães assim, mas na reprodução ocorrem surpresas. Algumas agradáveis, outras nem tanto.

4. A seleção para o futuro deveria tomar outro rumo e se dividir em duas vertentes.

       A) Quem quiser um cão sumário que adquira um e persiga seu objetivo de seleção. Neste caso que pratique a chamada "posse responsável" com estrutura e conhecimento técnico adequado.
       B) Quem quiser um cão de dupla aptidão - companhia familiar e guarda- que defina isso.

5. Com o progresso, lento nas inexorável, das relações comerciais deveremos enqua drar a compra e venda de cães na legislação atual.
    Estou citando o "CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR" que é a melhor legislação do mundo nesta matéria.

O consumidor merece respeito, apesar de muitos pensarem que ele ( o consumidor) é apenas um psicótico que tem desejos patológicos de ser aliviado de seu dinheiro.

6. Para concluir:

        Sempre tive filas e (se Deus permitir) sempre terei. Uns melhores, outros piores. Não sou criador, apenas dono de alguns filas, embora crie eventualmente.

7. O temperamento do fila , na média, piorou se comparado com décadas anteriores.
   Quase todas as raças de guarda estão piorando muito.



Escrito por Tadeu
Medico 
Veterinário
Criador de Filas
Umuarama - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se Preferir, podes mandar sua crítica por e-mail, onde analizaremos com mais carinho.
pets@hotmail.com.br

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Receba as novidades no seu Email